A importância de um tratamento personalizado na doença de Lyme


Tanto os pacientes como médicos que tem testemunhado a gravidade dos sintomas e do acometimento da doença de Lyme conseguem entender as dificuldades no entendimento da doença.

Logo, existe a necessidade de existir interesse e especialização na patologia, pois os pormenores em relação ao diagnóstico e tratamento são frequentemente negligenciados ou desconhecidos pelos médicos e outros profissionais da área de saúde.

Entre os desafios que a doença apresenta e um médico deve estar habituado a reconhecer e lidar temos:

- Resultados de sorologia para a doença falso-negativos

Estatisticamente os testes realizados em nosso país tem aproximadamente 40% de chance de ser um teste negativo, quando na verdade o paciente tem a doença de Lyme na sua forma crônica.

- Entender a necessidade de um teste terapêutico em pacientes específicos

Pacientes em que a história clínica é muito característica para a doença de Lyme e apresentam um exame negativo para a doença, devem ser submetidos a prova terapêutica com antibióticos específicos para se verificar se existe melhora dos sintomas, comprovando assim alta probabilidade de doença de Lyme apesar da sorologia negativa.


- O risco potencial de co-infecções

Nos Estados Unidos 70% dos casos apresentam mais de uma infecção contraída por picada de carrapato, em nosso país esse risco ainda é desconhecido, mas claramente os casos vem aumentando no decorrer do tempo.

- A frequência de lesões cutâneas na doença aguda

O sinal de certeza que o paciente contraiu a doença e está na fase aguda é o aparecimento da lesão em forma de alvo conhecida como eritema migratório, o problema é que apenas um terço dos pacientes apresentam esse tipo de lesão.

- Não depender da sorologia para iniciar o tratamento na doença aguda

Por outro lado, o paciente que apresenta a lesão em alvo deve ser tratado com antibióticos independente do resultado da sorologia. O aparecimento dos anticorpos pode levar de 4 a 6 semanas e aguardar que isso aconteça irá postergar o tratamento da doença.

- A necessidade de antibióticos por tempo prolongado

A doença de Lyme necessita de tratamento com antibióticos por tempo prolongado, e quanto mais tempo a doença está convivendo com o organismo, maior a dificuldade para que o tratamento seja efetivo.

- Saber o momento certo para cada antibiótico e quando indicar o tratamento endovenoso

O médico deve entender as formas conhecidas da Borrelia e com isso indicar um tratamento que atinja essas formas com a melhor combinação para o paciente. Bem como saber julgar a necessidade de diferentes penetrações da medicação nos mais variados tecidos do organismo, e com isso fazer uso de medicação endovenosa se se fizer necessário.


- Reconhecer a reação de Herx e saber o melhor jeito de lidar com os sintomas

A reação de Jarisch-Herxheimer é um conjunto de sintomas que surgem de forma aguda durante o tratamento da doença de Lyme com o uso de antibióticos. Nesses casos, ocorre a morte de espiroquetas nos tecidos e eliminação de toxinas para a circulação sanguínea e aumento de citocinas inflamatórias. Os sintomas melhoram com procedimentos conhecidos como detoxificação.

Esses são alguns dos desafios que um médico que tenha conhecimento e experiência no tratamento da doença de Lyme.

Em um mundo ideal, o diagnóstico da doença de Lyme seria simples para qualquer médico. Você notaria os sintomas logo após uma picada de carrapato e imediatamente marcaria uma consulta médica. Seu médico observaria seus sintomas e faria um exame de sangue. O teste seria positivo, mostrando a doença em seu sistema. Seu médico prescreveria antibióticos e sua doença desapareceria completamente.

Infelizmente, para muitas pessoas, resolver um caso de doença de Lyme não é tão simples. Na verdade, apenas obter o diagnóstico certo em primeiro lugar pode ser um desafio. Os problemas com os testes de diagnóstico atualmente recomendados, além da natureza desafiadora de identificar os sintomas da doença de Lyme - que muitas vezes são inespecíficos ou semelhantes aos de outras doenças, especialmente quanto mais adiante está a infecção - tornam difícil obter um diagnóstico e tratamento da doença de Lyme para muitos pacientes.

151 visualizações

Locais de

Atendimento

Redes

Sociais

  • Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram
  • Preto Ícone YouTube

Unidade Morumbi

 

Morumbi Medical Center

Rua José Jannarelli, 199 Conj 22

São Paulo - SP

Tel: 11 3721-3004

Unidade HIAE

 

Hospital Israelita Albert

Einstein

Av. Albert Einstein, 627  Cons 213 - Bloco A1

São Paulo - SP

Tel: 11 2151-3223

© 2019 by CELJr. Proudly created with Wix.com