Doença de Lyme e neuropatia


Um paciente procurou o consultório médico por apresentar sintomas neurológicos nas extremidades inferiores há mais de seis meses. Quando eles surgem, ele sente um formigamento no hálux, os calcanhares ficam dormentes e desenvolve uma hipersensibilidade à temperatura e ao toque que leva a uma dolorosa sensação de queimação. No papel, estes parecem sintomas comuns da neuropatia periférica diabética - uma condição com a qual a maioria dos pacientes com neuropatia já ouviu a respeito.

Mas este paciente não tem diabetes. Sua neuropatia periférica se desenvolveu como resultado da doença de Lyme e ele é um de um número crescente de pessoas com complicações semelhantes.

Os casos relatados de doença de Lyme têm aumentado constantemente nos últimos 30 anos, mas seu diagnóstico pode ser desafiador. Se não forem tratados corretamente, os pacientes com doença de Lyme podem desenvolver sintomas neurológicos, incluindo aqueles característicos da neuropatia periférica.

O diagnóstico e o tratamento precoces são extremamente importantes para interromper a progressão da doença de Lyme, e a maioria dos pacientes tratados adequadamente na fase aguda se recupera sem efeitos residuais; no entanto, se não tratada, Lyme pode causar sintomas neurológicos, incluindo aqueles característicos da neuropatia periférica.

O diagnóstico tardio ocorre porque muitos adultos não se lembram de terem sido picados por um carrapato, não desenvolvem uma erupção cutânea (eritema migrans, geralmente em um padrão de alvo) da picada ou desenvolvem uma erupção cutânea, mas não percebem. Cerca de 10% a 15% dos pacientes não tratados desenvolverão neuroborreliose de Lyme, na qual Lyme leva ao envolvimento neurológico.

A neuroborreliose de Lyme pode se manifestar como uma série de complicações - incluindo meningite, radiculopatia e encefalite, bem como neuropatia periférica - e os sintomas podem aparecer semanas ou meses após a picada do carrapato. Infelizmente, o gerenciamento da neuroborreliose de Lyme apresenta um desafio clínico muito maior do que tratar Lyme agudo. Confirmar um diagnóstico pode ser difícil e, muitas vezes, os sintomas neurológicos não desaparecem imediatamente após o tratamento com antibioticoterapia típica.

Quando a neuroborreliose de Lyme se desenvolve, ela pode afetar o sistema nervoso central e periférico de várias maneiras que abrangem todo o espectro anatômico de possibilidades. Mas, as três principais características neurológicas de Lyme são meningite, radiculopatia e neuropatia craniana, que mais frequentemente imita a paralisia de Bell.

Embora essas sejam geralmente consideradas as manifestações mais comuns da neuroborreliose de Lyme, outras complicações neurológicas também podem surgir, incluindo encefalopatia, polineuropatia, mielopatia e doença dos neurônios motores. Embora seja difícil encontrar números reais, o envolvimento dos nervos periféricos tem sido estimado que ocorra em aproximadamente 25% dos pacientes não tratados.

Os sintomas de neuropatia periférica de Lyme tendem a ser principalmente sensoriais, ocorrendo em um padrão de meia-luva, mas também pode ocorrer parestesia irregular, e também pode se apresentar em um padrão de neuropatia multiplex.

O paciente relatado anteriormente observou que alguns de seus sintomas não são típicos da neuropatia periférica diabética. Por exemplo, ele às vezes experimenta hipersensibilidade ao invés de perda de sensação, e outras vezes os calcanhares ficam dormentes enquanto a sensação no antepé é preservada - nenhuma das quais normalmente é vista em um paciente com diabetes.

Este paciente é um exemplo de que os sintomas de neuropatia periférica em pacientes que não têm diabetes ou outras condições subjacentes óbvias devem levar os médicos a considerar a doença de Lyme como um diagnóstico diferencial.

239 visualizações

Locais de

Atendimento

Redes

Sociais

  • Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram
  • Preto Ícone YouTube

Unidade Morumbi

 

Morumbi Medical Center

Rua José Jannarelli, 199 Conj 22

São Paulo - SP

Tel: 11 3721-3004

Unidade HIAE

 

Hospital Israelita Albert

Einstein

Av. Albert Einstein, 627  Cons 213 - Bloco A1

São Paulo - SP

Tel: 11 2151-3223

© 2019 by CELJr. Proudly created with Wix.com